Este blog foi criado no dia 22 de Fevereiro de 2007, Dia Mundial do Pensamento. Obrigada pela tua visita e volta sempre para saberes o que andamos a fazer. Uma canhota bem apertada. 7a

.Projecto Saca-Rolhas

.pesquisar

 

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

.arquivos

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.Contador

.posts recentes

. Lotaria Popular

. Cabraz

. Clean Up the world

. ...

. Cabaz

. FESTA DO HALLOWEEN

. VAMOS CRESCER!!!!

. JOTA-JOTI 2011

. Parabéns 7.ª Companhia de...

. Vamos Crescer!

.Super Blog Awards

Domingo, 6 de Abril de 2008

Notícia no Açoriano Oriental

Como é de esperar a imprensa açoriana não podia perder este furo fantástico. Aqui vai a reportagem feita pelo jornal (com um pequeninhas correcções) =)

 

Reunião magna de Guias em Ponta Delgada


A Associação Guias de Portugal (AGP) realizou este fim-de-semana o seu XL Conselho Nacional em Ponta Delgada.

 

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!




 

Quinze anos depois, a reunião magna do movimento guidista em Portugal tornou a acontecer nos Açores numa altura em que se preparam já as celebrações dos 100 anos da sua existência, a nível mundial.
No encontro do órgão máximo da AGP que contou com a presença de 160 dirigentes e decorreu num dos anfiteatros da Universidade dos Açores, reflectiu-se sobre o futuro do movimento.

No segundo dia de trabalhos, Joana Henrique, relações públicas da AGP, disse ao Açoriano Oriental que o número de guias (ler caixas) tem-se mantido estável nos últimos anos.
“Isto após uma quebra que se verificou a nível europeu há uns anos nos movimentos guidistas escutistas porque é uma actividade que exige compromisso, não é pontual e surgiram muitas outras solicitações”, esclareceu.

De acordo com Magda Cruz, presidente da AGP, “até outras associações como por exemplo as desportivas, tradicionalmente mais apelativas, notam que a participação está a diminuir por causa, essencialmente, do compromisso”.
No entanto, esclarece, a AGP acredita que “tal como há 100 anos justificam-se tanto ou se não mais os valores universais que presidiram à criação do movimento em todo o Mundo”.
Assim, a associação propõe-se divulgar mais a sua existência e actividades para despertar o interesse dos pais e das jovens para que, adianta Magda Cruz, reconheçam a sua “credibilidade”.

Porém, frisa, a nossa melhor acção de divulgação é o “passa-palavra” entre as guias.
A prová-lo, parece estar a experiência de Mariana, de 11 anos e da segunda Companhia da Fajã de Cima.
“Comecei a ir pela prima e como comecei a gostar... fiquei! Aprende-se a conviver e é e muito divertido e alegre”, conta.

A avezinha Beatriz, da mesma companhia, diz que gosta de “brincar, das actividades, de cantar, de aprender a ser amiga, obediente e muitas mais coisas”.
O director regional da Juventude, Bruno Pacheco, comenta que “existem mil e um estudos e várias opiniões sobre a participação dos jovens”. “Mas a verdade é que existem novas percepções de participação, os jovens de um modo geral participam de acordo com a suas motivações e eu penso que estamos a assistir, há uns anos, a alterações de motivações e à alteração dos ecossistemas de sociedade”, disse.

Nos Açores e no que à taxa de participação através de associações diz respeito, diz que “de um modo geral, verificamos que têm-se mantido”.
No entanto, questiona se isso significa que a participação das associações pode ou deve ser apenas medida pelo número de associados ou antes deva ser medida pela representatividade social das suas intervenções. Sobre a AGP e movimento escutista, cujo encontro nos Açores foi apoiado pela direcção regional, Bruno Pacheco reconhece, quando questionado, que mesmo “subconscientemente, acções como a de apoio à comunidade na tragédia da Ribeira Quente estão sempre presentes”.
A AGP, assente no voluntariado, promove o guidismo - movimento de educação não formal-, baseado no método de Baden-Powell e pretende, entre outros objectivos, promover junto de raparigas e jovens o espírito de serviço à comunidade.

Por Olímpia Granada, em Açoriano Oriental

 
 
 
 
 
 
 
publicado por RitaGomes às 20:09
link do post | comentar | favorito
|
blogs SAPO

.subscrever feeds